Páginas

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Melhorias na fórmula do repelente

Eu tinha formulado na primeira vez 500 ml de alcool 70 para 100 ml de oleo de amendoa doce, porém o resultado depois de alguns dias não é bom. A fórmula fica muito melada. Reduzi para 50 ml a quantidade de oleo de amendoa. Pode ser que com outro oleo o resultado seja diferente. Apenas repasso o que estou observando.
Outro ponto é que a mistura é valida por uns 20 dias depois ela vai perdendo a eficácia.
Conitnuo usando com ótimos resultados, inclusive para aedes. Capturamos alguns aqui no escritório e eles são bem agressivos.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Esse repelente é bom mesmo?

Na ultima postagem eu mostrei um video em que explicava com fazer  um repelente natural para evitar o contato com os mosquitos.
Nesse Carnaval estive em área rural e quando isso acontece eu volto cheia depicadas, sou extremamente alérgica a picadas de mosquitos e coçar a picada abre o tecido para contato com bactérias e as feridas se abrem.
Dessa vez foi diferente. Fui e voltei sem nenhuma picada o que quer dizer que o repelente funciona mesmo. Precisava falar isso a vocês, dar o meu feedback. Afinal, gosto de oferecer sempre as melhores informações para aqueles que me seguem. Também cedi esse repelente para pessoas amigas e o resultado foi o mesmo, zero de picadas. Eu andava o tempo todo com o sprayzinho na mão e a cada hora eu dava uma pulverizada rápida no corpo. Adorei o resultado. Parabéns a quem teve a primeira idéia, eu só reproduzi e testei. Olha e custou uns 7 reais para fazer 500 ml de repelente. Vale a pena no valor e no resultado, fora que você não tem o produto quimico indesejável além do alcool 70 ter uma função de limpar o tecido de bactérias. Usem sem medo.

Repelente de mosquitos a base de cravo da india

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

ABC Expurgo - BIONEWS - O QUE ACONTECERIA SE TODOS OS MOSQUITOS DESAPARECESSEM DA FACE DA TERRA?

ABC Expurgo - BIONEWS - O QUE ACONTECERIA SE TODOS OS MOSQUITOS DESAPARECESSEM DA FACE DA TERRA?

A quem possa interessar

Tenho usado o meu blog como transmissor de notícias que considero importantes do ponto de vista de saúde pública.

Algumas pessoas têm usado esse espaço para perguntar a respeito de carreira, como trabalhar na área, que livros ler, o que focar.



Não tenho receita pronta para ninguém, porém posso afirmar que nada se consegue sem esforço e dedicação. Quando eu comecei nessa área eu era somente o braço administrativo do meu marido e sócio. Com o tempo fui me interessando pela atividade em si e comecei a estudar o assunto, isso nos anos 70 e 80. Meu conhecimento da lingua inglesa me ajudou muito pois a maioria dos textos a que tive acesso eram todos em ingles. Assim comecei meu aprendizado adquirindo publicações em ingles, assinando revistas especializadas em ingles também. Logo percebi que aí estava o meu caminho. Na faculdade não estudei biologia, pois fiz letras, mas tive que me ambientar aos termos científicos e a estudar a vida dos organismos que precisavamos repelir do ambiente urbano.

Esse estudo abriu muitas portas para a nossa empresa e permitiu que subissemos muitos degraus.

Não creio que a situação de hoje seja diferente. Apesar da internet estar aí a disposição de todos, muitas informações são precárias e mal colocadas. Temos que ir na fonte e a melhor dela são os trabalhos publicados a respeito dos vários assuntos sobre pragas urbanas. O google academico está aberto para todos e é uma excelente fonte de informação. Para aqueles que precisam conhecer a biologia teórica recomendo o livro do Mallis que está constantemente atualizado. Eu estudei muito nesse livro e boa parte do que aprendi está concentrado nele.

Além disso, fazer cursos de pós graduação ajuda muito no desenvolvimento do profissional ao ter contato com pesquisadores que vão aos poucos nos transmitindo uma cultura de ver para crer, de pesquisar, de buscar soluções baseadas na ciência e não no achometro.

Não acredito em sucesso nessa área sem conhecimento e quanto mais profundo melhor.
Meu recado ara aqueles que estão começando o façam com o pé direito, com muito estudo e determinação.